CAPES aprova Mestrado em Educação da FaE/UEMG



O Mestrado em Educação da Faculdade de Educação da UEMG torna-se, com a aprovação pela CAPES, o segundo mestrado público da Região Metropolitana de Belo Horizonte, representando uma significativa ampliação das vagas públicas e gratuitas para professores e outros profissionais que tenham interesse em obter o título de Mestre em Educação. A aprovação resulta de uma aspiração antiga e de um trabalho intensivo, realizado em 2007, pela equipe de professores e pela coordenação do mestrado. Os professores obtiveram aprovação de seus trabalhos em eventos científicos internacionais: Argentina (2 professores), Alemanha (3), Portugal (4), França (1), Espanha (1), Cuba (2). E conseguiram, também, terem seus trabalhos aceitos em eventos científicos Internacionais e Nacionais no Brasil: ANPED (3 professores), ENDIPE (2), ANPAE (4), SITRE (2), Congresso Internacional de Sociologia (1), Diálogos sobre diálogos (5), Congresso internacional de Currículos (1), Sociedade Brasileira de História da Educação (3), dentre outros. A apresentação de trabalhos em eventos locais foi significativa: (24), onde foram expostos resultados parciais de 12 projetos de pesquisa, alguns deles aprovados por órgãos financiadores (CNPQ (1), FAPEMIG (1). Parabenizamos todos os professores pela aprovação de Projeto Endogovernamental pela FAPEMIG para implantação do Mestrado, que possibilitou a aquisição de livros, computadores, softwares, equipamentos e de Projeto da Fundação Renato Azeredo, para viabilização do Mestrado. Destaque para o esforço de todos na elaboração de 22 artigos que compõem os dois livros organizados (no prelo) e a aprovação de artigos em revistas científicas.
Este empenho dos professores contou com o apoio decisivo da Direção da Faculdade de Educação, no esforço para a designação de professores doutores para o Mestrado, na articulação com os órgãos administrativos da UEMG, com a contribuição da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Para isto o apoio ativo da Magnífica Reitora e demais membros da Direção da UEMG foi essencial. Por tudo isto estão todos de parabéns e desafiados para o início do curso em 2009.

5 comentários:

Maria Inês de M Coelho disse...

Um pouco da história é necessário. Há fatos que marcam os trabalhos de criação do Mestrado em Educação da FaE-UEMG.
_Em 2005, a elaboração de Projeto DEG 2375/05 de infra-estrutura, aprovado pela FAPEMIG e executado em 2006 pela Profa Dra Regina Célia Pereira Campos e Profa Dra Eneida Chaves.
_Em 2006, a elaboração de Projeto de Mestrado para envio à CAPES pela Profa Dra Maria Inês de Matos Coelho com interlocução de Profa Dra Regina Célia Pereira Campos. Estudos e ações foram realizados pelas Profas Maria Inês e Regina comn colaboração de Profa Dra Anna Edith Bellico da Costa para recrutar professores doutores com produção pertinente. Outra iniciativa foi integrar a equipe do Projeto CAPES/SETEC/MEC no qual o NEPEJA tem papel fundamental.
_Em março de 2007, a proposta foi encaminhada à CAPES marcando-se esse ano pelo desenvolvimento de pesquisas e trabalhos conjuntos para assegurar condições de criação do Mestrado, com a coordenação da Profa Dra Maria Inês de Matos Coelho .
_O resultado foi encaminhamento da proposta à CAPES em março/08 obtendo-se a aprovação em 31 de julho /08.

_Vale lembrar e agradecer a todos os docentes que se integram na tarefa de implantar o Mestrado em Educação, conforme proposta aprovada pela CAPES:
Profa. Dra. Maria Inês de Matos Coelho (coordenadora)
Profa. Dra Regina Célia Pereira Campos
Profa. Dra.Anna Edith Bellico da Costa
Prof. Dr. Júlio Flávio de Figueiredo Fernandes
Prof. Dr José Pereira Peixoto Filho
Profa. Dra Vera Lucia Ferreira Alves de Brito
Profa. Dra. Aurea Regina Guimaraes Thomazi
Profa. Dra. Isabel de Oliveira e Silva
Profa. Dra. Ana Amélia Borges de Magalhães Lopes
Profa. Dra Santuza Amorim Silva
Prof. Dr Bernardo Monteiro de Castro
Prof. Dr Cláudio Lúcio Mendes
Profa. Dra Magda Lúcia Chamon
Prof. Dr. André Márcio Picanço Favacho

Prof. Willian Barcelos disse...

Prezada Prof. Maria Inês, gostaria de saber se vossa senhoria sabe qual a situação do Mestrado em Educação, Cultura e Organizações Sociais oferecido pela FUNEDI/UEMG. Apesar de aprovado pelo CEE, não há recomendação do MEC. A aprovação do Mestrado em Educação da UEMG/BH favorece os trabalhos no sentido de recomendá-em breve?

ser feliz disse...

Prezado Prof William,
A aprovação da Capes aplica-se exclusivamente ao curso que apresente concepção, programação, condições de funcionamento, local e forma de oferta detalhados na proposta avaliada e que fundamentou tal aprovação. Pelo que conheço do Mestrado em Educação, Cultura e Organizações Sociais oferecido pela FUNEDI/UEMG, há perspectivas na direção de atender esses requisitos. A experiência adquirida no envio da proposta do Mestrado da FAE-CBH-UEMG pode contribuir mas isso depende dos docentes daquele programa. Vale tentar.

raquel disse...

existe a possibilidade de ocorrer uma extensão do mestrado em educação no pólo de Poços de Caldas? obrigada pela atenção.

raquel disse...

existe a possibilidade de ocorrer uma extensão do mestrado em educação no pólo de Poços de Caldas? obrigada pela atenção.