Comemoração dos 40 Anos do Curso de Pedagogia na Assembléia

Discurso da Diretora da Faculdade de Pedagogia - Prof. Dolores:
Com satisfação, a comunidade acadêmica da Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais - Campus BH, neste ato por mim representada, comparece à Assembléia Legislativa do Estado de  Minas Gerais.

À emoção despertada em nós por esta solenidade, soma-se a convicção de que ao longo desses 40 anos, o Curso de Pedagogia em suas ações e proposições, cunhou marcas significativas na e para a educação mineira, certos de que muito há ainda a se fazer frente à complexidade contemporânea do contexto educacional brasileiro e da função social da Escola.

Diferentes crises foram vivenciadas pela PEDAGOGIA e por seus profissionais desde a sua institucionalização no país, em 1939, até os dias de hoje. Crises de identidade, de valorização social, de reconhecimento profissional.
Tais crises, no entanto, não tornaram menos combativos seus profissionais na luta por uma educação de qualidade para todos.

Há 72 anos no Brasil.
Há 40 anos na Faculdade de Educação/UEMG...
 ROMPENDO ESTRUTURAS, ULTRAPASSANDO LIMITES, PREPARANDO PEDAGOGOS, DOCENTES, PESQUISADORES.

O Curso de Pedagogia, hoje homenageado, tem suas origens na Escola de Aperfeiçoamento nos anos de 1928 – 1929. Funcionou até 1946, quando deu lugar a um novo projeto de formação de educadores – O Curso de Administração Escolar – CAE, que por força de legislação, em 1968, foi transformado no Curso de Pedagogia.

Em 1994, o então Curso Superior Isolado do Instituto de Educação de Minas Gerais, foi incorporado pela recém- criada Universidade do Estado de Minas Gerais, dando origem à Faculdade de Educação.

A Faculdade de Educação vem consolidando sua posição no cenário educacional mineiro e se orgulha de suas contribuições nos campos do ensino, da pesquisa, da extensão.

Destaca-se, desde sua origem, a expressiva presença na educação, tanto na formação para o magistério, como na produção de material didático e pedagógico, amplamente utilizado pelos educadores de Minas Gerais e do Brasil.

Ao receber a presente honraria prestada pela Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais, através da Comissão de Educação, por solicitação do nobre Deputado, Exmo Senhor Doutor Viana - Presidente da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, cabe-nos ressaltar o significado deste ato para a Educação Superior em Minas Gerais e o papel desta Assembléia Legislativa, de importância inconteste na consolidação do Ensino Superior público em Minas Gerais, posto que o Estado conta com duas universidades estaduais – a UEMG e a UNIMONTES _, ambas multi-campi, com a missão política de  interiorizar a educação superior pública de qualidade. Universidades estas com características específicas. Em suas pesquisas e produções nos diferentes e diversos campos do conhecimento, as mesmas vêm alcançando resultados necessários ao pleno desenvolvimento  do nosso estado  e, porque não, o dizer também do Brasil. Muito há ainda a ser produzido .

UMA CONVICÇÃO - A CONSOLIDAÇÃO DAS IES PÚBLICAS MINEIRAS DEPENDE, AINDA E SEMPRE, DA VONTADE POLÍTICA DO ESTADO...

`A  complexidade vivenciada pela educação no país, soma-se a inquietação dos educadores e o compromisso das instituições formadoras dos seus profissionais.

As Universidades, Faculdades, Centros e Departamentos de Educação, convocadas a não apenas responder aos questionamentos e às críticas advindas das sociedades civil e política que clamam por uma educação de qualidade,  buscam , na formação de profissionais éticos, a superação do “caos” constatado nos resultados de avaliações nacionais e internacionais  da educação. A busca de transformação na educação só se concretizará – não temos dúvidas _ na medida direta do envolvimento responsável daqueles que assumiram, na representatividade de seus cargos públicos, e aqui nos referimos especialmente aos Senhores Deputados, legisladores e, portanto, propositores de ações definidoras de rumos da e para  a educação mineira.
 Não poderíamos nos furtar, na oportunidade, à convocação dos nobres deputados, nossos legítimos representantes que, à semelhança do I Congresso Mineiro de Ensino Superior, proposto, coordenado e realizado pela SECTS, representada pelo Senhor Secretário de Ciência , Tecnologia e Ensino Superior - Deputado Nárcio Rodrigues, esta Assembléia Legislativa  coloque na pauta do governo de Minas Gerais, o Ensino Superior Público Estadual. Assim fazendo, nós, profissionais que orgulhosamente constituímos a UEMG _ e certamente poderia dizer o mesmo daqueles profissionais da UNIMONTES ­_ poderíamos, juntos, consolidar essas universidades como IES de excelência na produção e disseminação do conhecimento científico, tecnológico e aplicado tal qual demandam nosso Estado e País.

Ao receber esta homenagem, não poderíamos ainda nos furtar à socialização das produções e proposições da Faculdade de Educação e seu compromisso social com toda a sociedade expressas:
na  reconhecida presença de seus alunos pós-graduados nos níveis Lato e Stricto sensu;
- no reconhecimento pela CAPES, em julho de 2008, do Mestrado em Educação;
- no desenvolvimento da pesquisa, na graduação e na pós-graduação, a FaE tem participação significativa na democratização do conhecimento  produzido e em sua disseminação.
- no desenvolvimento de projetos de extensão e ensino, articulados à pesquisa, promovendo interlocuções com os vários segmentos da sociedade.
- na parceria com o MEC/INEP, através do Programa do Pró-Letramento que qualificou, neste ano, 5.500 professores das redes municipal e estadual de 59 municípios  mineiros ;
-nas parcerias realizadas com Secretarias Municipais de Educação e na qualificação de seus profissionais na busca de uma educação inclusiva;
 Com a defesa de que é a Faculdade de Educação o ‘locus’ por excelência da formação docente, a FaE não tem medido esforços no sentido de não apenas acompanhar as críticas, questionamentos e crises da educação, da escola, dos docentes e de sua formação, mas a partir de estudos e investigações, tem  elaborado projetos de novas licenciaturas,  no intuito  não só de responder às demandas sociais, educacionais, mas de buscar a superação de práticas muitas vezes irrefletidas, currículos fragmentados, saberes , inclusive, descontextualizados.

Torno público, aqui, o agradecimento ao corpo docente, corpo discente e técnico administrativo da Faculdade e afirmo ser pelo trabalho coletivo, pela cumplicidade de todos na busca da consecução dos objetivos propostos e realizados, é que temos obtido sucesso em nossas ações – SOMOS TODOS HOMENAGEADOS.

Declaro, com convicção, que ao estarmos neste momento, recebendo a homenagem da Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais , tal honraria é resultado do trabalho das professoras e professores que nos antecederam e que registraram indelevelmente suas ações em prol da educação mineira e conquistaram o lugar de destaque que hoje ocupa o Curso de Pedagogia nos cenários municipal, estadual e nacional. Estendo a elas e eles esta homenagem.

Senhoras e senhores deputados/as, a Faculdade de Educação, honrada, agradece, na pessoa do Deputado Doutor Viana, a homenagem e o reconhecimento pelo trabalho por ela prestado à  educação.





Concluindo, faço meu o pensamento de Marcel Proust, ao afirmar que “UMA VERDADEIRA VIAGEM DE DESCOBRIMENTO NÃO É ENCONTRAR NOVAS TERRAS, MAS TER UM OLHAR NOVO...”
Um novo ano se aproxima e prenuncia novos cenários , novas metas , novos propósitos e realizações.

 Um 2012 pleno de êxito e decisões assertivas aos senhores/ senhoras deputados, deputadas e assessores !

Um Novo Ano de Paz e realizações para todos nós!
O nosso MUITO OBRIGADA!
Fotos do eventos:

 
























Medalha Helena Antipoff

O governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior, conferiu a autoridades da UEMG a Medalha Helena Antipoff de Ensino Superior. 
Uma das agraciadas foi a Profa. Dolores Maria Borges de Amorim.

Parabéns!




Fotos da Saudação à Diretora da Faculdade de Educação da UEMG, Professora Santuza Abras 28 de Novembro de 2011


 

Trechos da saudação feita pela Prof. Lavínia Rosa à Prof. Santuza Abras


Aqui estamos reunidos para o ato solene de inauguração do retrato da Diretora da Faculdade de Educação/UEMG, gestão 2004/2008.
Na condição de oradora, sinto-me honrada e muito feliz! (...)


Creio que falar de Santuza é fazer poesia, mas não sei fazer poesia. Encontrar palavras bonitas e adjetivos dentro das normas nem sempre é fácil. Contudo é bem possível que eu consiga falar com o coração. E isso penso que posso fazer, porque, entre tantos alunos e tantas alunas que tive, Santuza, talvez você seja uma das mais queridas e a mais ilustres, uma relação que vai para mais de 28 anos de convivência.
Esta ocasião reveste de um significado especial, pois remete ao reconhecimento de um trabalho realizado com seriedade,  competência e compromisso com a educação pública e de qualidade.  (...)

  Certamente, em sua trajetória de vida pessoal e profissional, as construções edificadas guardam relevantes significados com as experiências de sua condição do gênero feminino, reafirmada em suas reflexões e ações. (...)

Quem bom, ser mulher! Firme, generosa, sincera, apaixonada pela vida, quebrando barreiras! 
Contudo, preciso cumprir uma outra etapa de meu papel nessa solenidade, que vai além da renovação de tradições e ritos, pois é o momento reservado ao registro histórico de sua trajetória profissional, com uma breve avaliação pública do que realizou como Diretora da FaE/UEMG. Uma gestão marcada não apenas por competência, ética e diálogo, mas pela participação democrática e a busca de construção coletiva. (...)

 
Com certeza, poderia ficar por mais tempo desfiando os seus méritos, mas a prudência exige que se coloque um ponto final. Assim, em nome dos presentes, quero registrar o agradecimento e o reconhecimento da comunidade pelo seu trabalho como Diretora da FaE, uma instituição importante no processo histórico do desenvolvimento da educação em Minas Gerais e de nosso país.